CONVITE - ENCONTRO DE TERAPEUTAS COMUNITARIOS

 
LINK PARA INSCRIÇÃO:

A FISIOLOGIA DA DEPENDENCIA QUÍMICA - esta palestra traz informações sobre a parte neuroquímica da dependência. O objetivo é desmistificar o dependente, muitas vezes taxado como um sujeito sem força de vontade, vagabundo, mentiroso, etc. O que pretende através da informação é levar ao entendimento o mecanismo do vício . PALESTRANTE:  CÉLIA MORAES

DANÇA SÊNIOR é uma atividade em grupo que melhora a qualidade de vida de idosos, e estudos recentes tem avaliado a sua utilização como mecanismo de manutenção e melhora da capacidade funcional de idosos.

Todo profissional que trabalha com idosos deve se dar a chance de conhecer essa maravilhosa ferramenta.

Sobre Dança Sênior

Lançada na década de 70, na Alemanha, a dança sênior rapidamente se popularizou entre a população idosa dos países europeus e agora está em franca expansão no Brasil, sobretudo nos estados do sul e sudeste. Com o crescente aumento do número de brasileiros de meia e terceira idade, e de seu poder aquisitivo, essa modalidade de dança, divertida e fácil de aprender, têm conquistado espaço.

História

Tudo começou na década de 70, na Alemanha, quando a pedagoga social Ilsen Tutt, em visita ao ancianato onde se encontrava a sogra, foi por esta questionada: "você sempre dança com a geração nova, por que não dança com os idosos?".

A questão levantada levou Ilsen a trocar idéias com um grupo de pedagogos sociais sobre a atividade com idosos em instituições de longa permanência e a desenvolver a idéia de se criar uma modalidade de dança que considerasse suas limitações motoras e mentais. Era criada, então, a Dança Sênior, que rapidamente se disseminou entre a população da "maior idade" dos países europeus. Para o Brasil, ela foi trazida pela arquiteta alemã Christel Weber, que fixou residência em Nova Friburgo (região serrana do RJ) e ministrou os primeiros cursos preparatórios de multiplicadores (profissionais aptos a ministrar aulas). 

Benefícios para o corpo e a mente

Segundo a professora Hosania Nascimento, os movimentos são simples, elegantes e exigem a troca constante de par, incentivando a integração dos alunos. "E apesar de ter sido desenvolvida pensando nas limitações dos idosos, temos em nossos cursos pessoas de todas as idade, inclusive jovens, pois é uma dança bastante divertida", ressalta Hosania. 

"Qualquer um pode praticar e os benefícios são vários, como a melhora de mobilidade, respiração e memorização", completa o terapeuta Márcio Goiabeira Souza, que ministra cursos de dança sênior na Obra Social, ONG mantida em parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro. 

"Há inclusive uma modalide especialmente desenvolvida para pessoas com dificuldade de se locomover, em que se dança sentado", explica Hosania. "O aprendizado das coreografias trabalha a atenção, concentração, percepção, lateralidade, ritmo, memória recente, orientação espacial, estimulando diversas habilidades psicomotoras e cognitivas", acrescenta a professora Elizabeth Lospenato Bastos, vice-coordenadora nacional da Dança Sênior.

Para maiores informações sobre Dança Sênior, acesse:

http://www.portalbethesda.org.br/

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedd...

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedd...

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedd...

Palestrantes

Isabel Zago e Terezinha Gama


0 comentários:

Postar um comentário