PROJETO CAPACITA TERAPEUTAS COMUNITÁRIOS PARA ATUAREM NAS PENITENCIÁRIAS

Inicialmente, o Além das Grades vai capacitar 30 terapeutas comunitários integrativos na Penitenciária Feminina de Teresina.

 Israell Rêgo    - 04/11/2015

NARCISO ( Foto: Ascom Sejus)
 A Secretaria da Justiça do Piauí, a Vara de Execução Penal e o Instituto Maria dos Prazeres assinaram, nesta quarta-feira (4), parceria para desenvolver o projeto Além das Grades na Penitenciária Feminina de Teresina.
O projeto tem como finalidade a formação de terapeutas comunitários integrativos, para promoverem atenção primária à saúde nas unidades. Inicialmente, o Além das Grades vai capacitar 30 terapeutas comunitários integrativos na unidade prisional.
“A terapia comunitária integrativa é um espaço de acolhimento para tratar do sofrimento das pessoas, por meio do diálogo e interação, como forma de promover a resiliência”, explica Narcizo Chagas, coordenador do projeto Além das Grades.
O curso terá carga horária de 240 horas/aula, sendo desenvolvido em cerca de seis meses. O Além das Grades conta com servidores da Secretaria da Justiça que trabalham na Penitenciária Feminina e voluntários de diversos grupos que atuam no sistema prisional

 
 
O secretário da Justiça, Daniel Oliveira, destaca que a iniciativa estimula a cooperação pela humanização do sistema. “O ambiente da Penitenciária Feminina é totalmente propício para o projeto, que reforça a cultura da paz e o enfrentamento à violência”, diz Oliveira.

Na visão do juiz José Vidal de Freitas, a Penitenciária Feminina de Teresina é modelo na gestão de programas voltados à humanização e ressocialização no Piauí e destaca que o Além das Grades agrega mais uma iniciativa nesse sentido.
Participaram do encontro o coordenador de Enfrentamento às Drogas do Piauí, Sâmio Falcão, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Piauí (OAB-PI), Fórum de Mulheres do Mercosul, Fazenda da Paz e Fundação Municipal de Saúde de Teresina
 
 

0 comentários:

Postar um comentário